Meio Ambiente: Alterações no Clima

Alterações no Clima



E enquanto as comunidades discutem sobre as medidas possíveis para a reversão da destruição do meio ambiente, a Terra esquenta. Estudos científicos já apontaram que o aumento da concentração de gases na atmosfera provenientes da queima de combustíveis fósseis, automóveis e, até mesmo, de incêndios florestais, com a ajuda da derrubada de florestas tropicais, resultou no aumento de 1 grau centígrado na temperatura do planeta, nos últimos 100 anos. Alguns lugares chegaram a aquecer até 2 graus.

Embora pareçam números pequenos, essa alteração é a principal responsável pelo derretimento das geleiras, ocasionando o aumento dos níveis do mar. Contudo, os problemas com as mudanças climáticas atingem cada região de uma forma específica. Em São Paulo, uma pesquisa realizada no mês de junho pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) indica que, entre 2070 e 2100, uma elevação de cerca de 2 a 3 graus na temperatura regional dobrará o número de dias com chuvas intensas, acima de 10 milímetros, na capital.

Estima-se que, até 2030, mais de 20% da área total da expansão urbana da Região Metropolitana de São Paulo estará vulnerável e poderá ser afetada por acidentes naturais provocados pela chuva. Em média, 11,17% dessas ocupações poderão ser áreas de risco de deslizamento. Além disso, o crescimento urbano também é um dos fatores que contribuem para problemas com enchentes e inundações, devido à dinâmica natural das cheias e das intervenções humanas nos cursos d’água e da alta impermeabilidade do solo urbano.

Fonte: Pensamento Verde
Meio Ambiente - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página